4.11.10

Cartas

Esta semana vi um filminho super gostoso, como ando desatualizada é bem provável que todos já tenham visto, mas de qualquer modo, achei legal comentar sobre ele.

Me fez pensar em algumas questões, uma delas a falta de romance no mundo, a vontade enorme de conhecer Verona (Itália) rs e a mais dolorosa - a falta das tradicionais cartas. Ahhhh que saudades de abrir a caixa de correio e encontrar a carta de amigo(a), de alguém da família ou mesmo de um grande amor.

Hoje, abrir meu correio é puro terror, só tem conta pra pagar. rs

Ok ok a troca de e-mails pode até ter aumentado a comunicação, mas não tem a emoção de uma carta. O e-mail é digitado, não transfere o sentimento da escrita à mão, não tem comparação. As cartas as vezes chegavam com uma fotografia autografada e quem sabe até perfumada. Ops, quem já colocou seu perfume numa cartinha de amor ?


Cartas a Julieta (Letters to Juliet) é uma história romântica que retrata uma jovem americana que viaja até à cidade de Verona (origem da história de Romeu e Julieta). Aí, decide fazer parte de um grupo de voluntários que respondem a cartas endereçadas a Julieta, dando conselhos amorosos aos seus remetentes, até que responde a uma carta datada de 1957.

Estou aqui falando de um filme que com certeza pra muitos é um daqueles "feijão com arroz", mesmo assim, posso garantir uma belíssima paisagem além de estimular a leitura e a escrita.


... acho que vou incluir na minha lista para o próximo ano, escrever cartas aos amigos usando os correios rsrsrsrs


10 comentários:

  1. Oi, Gisa!

    Adoro cartas, adoro, tanto que até no meu blog elas estão presentes!

    Ainda não assisti esse filme, ele é o próximo na minha lista. Quem sabe nesse fds, quem sabe...

    Beijo.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  2. Gisa querida, tudo bem?

    Pois é, nós passamos nossa lua de mel em Verona. É uma cidade lindíssima.

    Eu tb sinto falta de receber pelo correio cartas de pessoas amigas. Talvez poderíamos fazer um movimento, rs, quem sabe?

    O caso é que com a pressa que vivemos queremos respostas imediatas...


    Um bjao

    ResponderExcluir
  3. Gisa,este filme é um encanto, leve, alegre, uma história de amor linda. Boa dica.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Gisa,
    Como vai???Ainda não vi esse filme. Vou providenciar.
    Sabe, quando abro a caixinha de correios sempre digo a mesma coisa...Só contas!!!! Eu também sinto saudades das cartas. Adorava guardar os selos. Tinham uns lindos...Com motivos interessante. Ah!!!
    Concordo quanto aos e-mails. Mas...Não é a mesma coisa.
    Tudo de bom
    Bjs mil

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    Hoje venho aqui para te convidar para participar do amigo oculto do Mix.
    Passa lá:
    http://www.mixculturainformacaoearte.com/2010/11/amigo-oculto-de-livros-segundo-ano.html
    Te espero!

    ResponderExcluir
  6. Confesso que o filme não me cativou muito, mas não há como pensar no romance perdido pelo caminho, na delícia de receber cartas ou mesmo uam resposta para uma questão amoorosa. O filme não me cativou pelo enredo, mas me pegou de vez com as lindas imagens.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Adoro cartas. Eu ainda as escrevo. Vou assistir este filme.

    beijos

    ResponderExcluir
  8. A carta terá eventualmente mais conteúdo sentimental ... o e-mail é um meio de comunicação mais rápido, essas as grandes diferenças.

    ResponderExcluir
  9. Vou assistir esse filme só por sua causa e dos bons tempos...Quem sabe os costumes antigos não voltem! Adorei! Beijo

    ResponderExcluir
  10. Interessante, mas uma amiga já tinha me dito sobre o filme.

    Atpe gisto de cartas, mas o meu garrancho não me indica muito como escritor das mesmas...

    Fique com Deus, menina Gisa.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário, gosto de responder em seu espaço, assim, aproveito para te conhecer melhor.
Abraços com carinho.