13.12.09

... impossível viver longe do mar.




'Angra dos Reis, RJ'

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!

Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!
Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.

Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.
Fernando Pessoa


14 comentários:

  1. Não só o mar, também não podemos viver sem as florestas, as montanhas, o céu claro (bem como o nublado)...

    Em fim, sem a natureza.

    Fique com Deus, menina Gisa.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi Gi.
    o mar é mesmo lindo, e como disse o Daniel, não podemos viver sem a natureza em geral...
    mar rios, ar, plantas, flores, animais, SOL, chuva...
    precisamos de tudo que Deus criou para nós...
    beijo de luz

    ResponderExcluir
  3. É verdade gisa, Gosto de me perder na vasta imensidão do mar. Esta foto acompanhada deste lindo poema do nosso Pessoa, formam um conjunto em perfeita sintonia;)
    És linda Gisa!!!
    Finalizo com um poema de outra poetisa nossa : Florbela Espanca


    Eu queria ser o Mar de altivo porte
    Que ri e canta, a vastidão imensa!
    Eu queria ser a Pedra que não pensa,
    A pedra do caminho, rude e forte!

    Eu queria ser o Sol, a luz intensa,
    O bem do que é humilde e não tem sorte!
    Eu queria ser a Árvore tosca e tensa
    Que ri do mundo vão e até da morte!

    Mas o Mar também chora de tristeza...
    As árvores também, como quem reza,
    Abrem, aos Céus, os braços, como um crente!

    E o Sol, altivo e forte, ao fim de um dia,
    Tem lágrimas de sangue na agonia!
    E as Pedras... essas... pisa-as toda a gente!...

    ResponderExcluir
  4. Lindo Gi. Eu também sinto muita falta do mar. Aqui nao tenho um por perto.

    Beijos e uma linda semana prá vocês.

    ResponderExcluir
  5. O mar não está tão distante de mim
    - mas como seria bom
    tê-lo ainda mais perto...

    Um beijo,
    doce de lira

    ResponderExcluir
  6. aiii q lindo! ai que vontade de estar ali sentada assistindo isso c meus proprios olhos!!! beijos

    ResponderExcluir
  7. Com essas fotos, esse poema e eu morando longe do mar, digo que não [e impossivel, mas se vivesse perto, com essa luz ai e paisagem, seria bem mais fácil.rss
    Besos

    ResponderExcluir
  8. As vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.

    Fernando Pessoa.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Beautiful Words and fantastic sea shots !! Loved them..Great..Unseen Rajasthan

    ResponderExcluir
  10. Ah, Fernando Pessoa...heheh. Sei este poema de cor!!

    O mar vive longe de mim... ainda!

    ResponderExcluir
  11. Concordo com o Título, as fotos estão lindas e o poema...sem comentário.
    Tenhas uma linda tarde.

    ResponderExcluir
  12. Salve !
    Navegando pela grande rede sem rumo com a intenção de divulgar o meu blog cheguei até você e gostei do que vi.
    Não se assuste, já percebi que existem alguns blogs muito parecidos com o meu, ainda bem que estou no ar desde 2006 - tem um que chega a ser discaradamente igual inclusive no corpo de letra (até o layout é igual...falta de criatividade é um problema).Infelizmente, no momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da telinha está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar um pouco mais de cuidado, mas em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em
    http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Eu como professora e pesquisadora acredito num mundo melhor através do exercício da leitura, da reflexão e enquanto eu existir, vou lutar para que os meus ideiais não se percam. Pois o maior bem que podemos deixar para os nossos filhos é o afeto e uma boa educação. Isso faz com que ela acredite na própria capacidade, seja feliz e tenha um preparo melhor para lidar com as dificuldades da vida. Com amor, toda criança será confiante e segura como um rei, não se violentará para agradar os outros e será afinada com o próprio eixo. E se transformará num adulto bem resolvido, porque a lembrança da infância terá deixado nela a dimensão da importância que ela tem.
    VAMOS TODOS JUNTOS PELA EDUCAÇÃO, NA LUTA POR UM MUNDO MELHOR !
    Se achar a minha proposta coerente, siga-me nessa luta por um mundo melhor. Peço que ao responder deixar sempre o link do blog, pois vez por outra o comentário entra com o link desabilitado ou como anônimo. Por causa disso fico sem ter como responder as pessoas.Os meus comentários também entram via e-mail, pois nem sempre a minha conexão me permite abrir as páginas: moro dentro de um pedacinho da Mata Atlântica, creio que mais alto que as antenas, com isso a minha dificuldade de sinal do 3G. Espero queentenda quando não puder visitá-lo.
    Daqui onde estou, os únicos sons que escuto aqui é o dos pássaros, grilos, micos., caipora, saci pererê, a pisadeira, matintapereira ... e outras personagens que vivem pela mata.
    Por hoje fico por aqui, já escrevi demais. Espero nos tornarmos bons amigos.
    Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre e que os bons ventos sopre, sempre a seu favor.
    Saudações Florestais !
    Silvana Nunes.'.

    ResponderExcluir
  13. Lindassss Imagens Gisa!!!
    Tb não sei como estou conseguindo viver longe do mar.......
    E Fernando sempre ótimo..."Tudo vale a pena
    Se a alma não é pequena.""

    Beijos amiga..e pro seu pedações tb.

    Hod.

    ResponderExcluir
  14. Engraçado vc dizer isso... eu nunca vi o mar, acredita?! Como fico aqui plantada no pé das montanhas de Minas, acho q eu diria 'impossível viver longe das montanhas'.

    Beijo cheio de carinho!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário, gosto de responder em seu espaço, assim, aproveito para te conhecer melhor.
Abraços com carinho.